Empresa de bolsas e mochilas pagará indenização por propaganda discriminatória.

A marca Sestini de bolsas e mochilas firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Defensoria Pública de São Paulo e pagará R$ 80 mil ao Fundo Especial de Defesa de Reparação de Interesses Difusos e Lesados, vinculado à Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania, a título de indenização por uma publicidade infantil racista que foi veiculada em meados de 2017, onde na matéria publicitária o uso do turbante era considerado algo vergonhoso. Além da indenizacao a ser paga, a empresa não poderá mais fazer publicidade infantil, deverá adotar cotas raciais de 20% em todos os setores da empresa e ainda promover atividades permanentes de formação e capacitação de seus funcionários. Os funcionários da área de criação também deverão ser capacitados para que as campanhas publicitárias da empresa não incitem qualquer forma de discriminação.

Fonte: https://www.conjur.com.br/2019-jun-22/empresa-firma-tac-pagara-80-mil-publicidade-infantil-racista

4 visualizações
  • Legis Maxima
  • Instagram
png android.png

©2019 by Legis Maxima

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now