Alesp aprova proibição de canudos de plástico em todo o estado

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou medida que proíbe o fornecimento de canudos de material plástico nos estabelecimentos comerciais de todo o estado. De acordo com a lei, de autoria do deputado Rogério Nogueira (DEM), os canudos de material plástico terão de ser substituídos por canudos feitos de papel reciclável, material comestível ou biodegradável, embalados individualmente em envelopes completamente fechados feitos a partir do mesmo material. Quem descumprir a determinação poderá ser multado.

Medida, que agora precisará ser sancionada pelo governador, valerá para estabelecimentos como restaurantes, padarias, bares e hotéis no estado.


De acordo com a assessoria de imprensa do governo estadual, o projeto de lei foi recebido e está sendo analisado.

"O canudo plástico é um dos maiores problemas ecológicos contemporâneos. Se cada brasileiro utilizar um canudo plástico por dia, em um ano, serão consumidos 75.219.722.680 canudos. Pesquisas mostram que mais de 95% do lixo nas praias brasileiras é de material plástico. E, assim como outros resíduos, todo esse material acaba invadindo o mar, prejudicando o habitat natural e a saúde dos animais que, com muita frequência, morrem por ingestão desse plástico descartado pelos humanos", afirmou o deputado.


Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco



4 visualizações
  • Legis Maxima
  • Instagram
png android.png

©2019 by Legis Maxima

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now